A nova demografia do mundo está a remodelar países e empresas. O envelhecimento da população e o declínio das taxas de fertilidade estão a transformar as pirâmides demográficas em quadrados. A CATÓLICA-LISBON criou um programa executivo, o Longevity Leadership, para preparar líderes para os múltiplos impactos da longevidade – em países, empresas, consumidores e carreiras
POR CÉLINE ABECASSIS-MOEDAS

À medida que se aproxima “o segundo mil milhões de pessoas” com mais de 60 anos no mundo, os bebés estão a tornar-se mais raros. A população da China está a diminuir, a Índia é agora o país mais populoso do mundo e a Coreia do Sul conta com a taxa de fertilidade mais baixa. As guerras de talentos estão a intensificar-se, as economias da longevidade estão a crescer e as idades da reforma estão a aumentar. Estas mudanças globais estão a começar a impactar profundamente empresas, carreiras e consumidores, mas o tema ainda não atingiu totalmente a agenda da liderança. E é hora de mudar isso.

Três mudanças fundamentais para as empresas: liderança, cultura, sistemas

Liderança – Construir a Literacia da Longevidade: Os líderes devem compreender as implicações e oportunidades das mudanças demográficas globais. Eles necessitam desenvolver habilidades de gestão para atender vários segmentos de consumidores e motivar forças de trabalho multigeracionais.

Cultura – Tornar-se “Fluente” em Longevidade: A linguagem e o mindset de gestão precisam de se adaptar a novas realidades. É essencial abordar a questão do idadismo nas culturas de trabalho e integrar a intergeracionalidade em todas as funções. Os gestores devem tornar-se “fluentes” em todas as gerações e fases da vida.

Sistemas – Atualização para padrões intergeracionais: Sistemas projetados para realidades de consumo dominadas por jovens e carreiras lineares precisam ser redesenhados. O envelhecimento dos consumidores e da força de trabalho exige novas atitudes e abordagens ao longo de toda a vida, desde o marketing e inovações de produtos até ao recrutamento e gestão de carreira.

Prepare-se para a longevidade: os 5 passos

Estas etapas posicionam o tema da longevidade na agenda da liderança estrategicamente, garantindo que esta alimente o crescimento em vez de o esvaziar. Ignorar estas mudanças sísmicas é arriscado. O posicionamento adequado e o lançamento de uma estratégia de longevidade são cruciais.

  1. Start Smart – Meça o Impacto e o Potencial: Adicionar “idade” à lista de dimensões da diversidade não é suficiente. Os líderes devem avaliar as oportunidades e os impactos da nova demografia. Esta tendência abre oportunidades económicas e sociais significativas. Os líderes devem começar por avaliar os mercados e o talento com KPIs básicos de longevidade.
  2. Alfabetizar os líderes em longevidade: os líderes devem conhecer os novos dados demográficos e os seus impactos nos negócios; analisar a equipa executiva e organizar debates estratégicos sobre liderança em longevidade; alinhar a equipa executiva sobre o impacto nos negócios, oportunidades e riscos de longevidade; e capacitá-los na implementação das mudanças necessárias.
  3. Tornar as culturas fluentes em longevidade: as organizações devem construir fluência em longevidade para trabalhar com todas as gerações, em todas as fases da vida, assim como fazem com culturas e idiomas. Devem passar do vocabulário tradicional da gerontocracia para uma nova abordagem que trate as prioridades e necessidades de todas as fases da vida.
  4.  Adaptar as Vendas e o Marketing aos clientes “4-Quarter”: As empresas devem avaliar o potencial da economia da longevidade. O foco tem sido em segmentos de mercado mais jovens, mas o poder de compra está agora concentrado na faixa etária dos 50+. As empresas devem atrair e reter estes clientes, reconhecendo as suas distintas necessidades e motivações.
  5. Construir um talento geracionalmente equilibrado: com uma força de trabalho envelhecida, a gestão de talentos deve adaptar-se. A flexibilidade nos padrões de carreira é crucial. As empresas precisam redesenhar trajetórias lineares de carreira e entender as diferentes necessidades dos funcionários.

Estudos de Caso: Aplicações Práticas

Club Landoy: Um grupo de CEOs franceses comprometidos com a liderança da longevidade ao assinar uma Carta de 10 pontos. Acompanham e analisam a sua situação atual e concentram-se proativamente nos funcionários 50+.

Caddis Eyewear: O seu marketing está concentrado nos consumidores com mais de 50 anos com uma mensagem que abraça o envelhecimento sem remorso, refletindo uma nova abordagem para envolver os clientes mais velhos.

Schneider Electric: O programa Future Ready aborda o envolvimento dos colaboradores 50+, com planos de carreira personalizados e estratégias baseadas em perfis distintos.

Liderança da longevidade como vantagem competitiva

O envelhecimento do mundo apresenta desafios e oportunidades. Reconhecer e preparar-se para estas alterações demográficas será fundamental para o sucesso futuro. As empresas que lideram nesta área beneficiarão, antecipando as necessidades de vidas e carreiras mais longas. A implementação das cinco etapas introduzirá estrategicamente a questão, evitando conflitos intergeracionais e beneficiando consumidores e funcionários. Abraçar essas mudanças pode aumentar significativamente os resultados. Novos programas inovadores, como o da CATÓLICA-LISBON, devem ajudar a acelerar e preparar a nossa adaptação.

Liderança em Longevidade @ CATÓLICA LISBON

O programa Longevity Leadership da CATÓLICA LISBON decorreu em Lisboa de 17 a 21 de junho. Abordou o tema da longevidade em diferentes dimensões: em primeiro lugar, como a longevidade impacta os mercados e negócios das empresas (como, por exemplo, na área da saúde, seguros e hospitalidade), depois como a longevidade impacta a gestão de talentos (como as empresas se prepararão para o desafio da força de trabalho multigeracional) e, finalmente, como a longevidade impacta as próprias carreiras. O programa está estruturado nestas três dimensões (mercado, talento, carreira) e traz especialistas internacionais e nacionais.

Tenha uma semana ótima com impacto!

(Artigo da Newsletter 245 do Center for Responsible Business and Leadership da CATÓLICA-LISBON)

CÉLINE ABECASSIS-MOEDAS

Dean for Executive Education and Program Director Longevity Leadership

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui