“Amor ao próximo é um critério de gestão”

0
Na primeira entrevista como presidente da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACE- GE), António Pinto Leite usa um discurso disruptivo. Numa linguagem pouco...

“É possível melhorar a capacidade de liderança de qualquer pessoa”

0
Recentemente lançado, o livro “A Arte de Gerir Pessoas”,de Fernando Neves de Almeida, presidente em Portugal da Boyden-Global Executive Search, versa sobre o talvez...

Mulheres na gestão de topo: um bom negócio para as empresas

0
A liderança no feminino melhora a performance das empresas, e tem sido um dos principais motores para o crescimento global e para competitividade, conclui...

Ranking HBR: melhores CEOs do mundo deixaram de ser os suspeitos do costume

0
Pode ser um passo simbólico, mas não deixa de ser importante para redefinir o sucesso empresarial para além das considerações puramente financeiras. Foi exactamente...

“O momento exige rigor e talento”

0
A superação da grave crise que o país atravessa “passa principalmente pelo desempenho colectivo e individual dos portugueses, e exige, por um lado, enorme...

Líder ou seguidor?

0
Ter mais sucesso é uma escolha ao alcance de qualquer um, mas é preciso querer pagar o preço. Podemos percorrer o caminho que outros...

O Quociente Futuro

0
“Pensar sobre, envolver-se em e ser bem-sucedido” no futuro consiste na mais importante vantagem competitiva para líderes organizacionais, decisores e políticos. Esta é a...

"São mais os benefícios da conciliação do que os da não conciliação"

0
A frase é de Isabel Hidalgo, responsável de comunicação da Fundación Másfamilia, a entidade parceira do Programa AconteSer para o eixo “equilíbrio entre vida...

Curto prazo é patologia empresarial

0
Configurar uma espécie de novo contrato que sirva de base para uma relação criativa entre a empresa e a sociedade, à altura dos tempos...

Um mundo tão incerto quanto o futuro

0
No seguimento do artigo publicado na passada semana sobre as principais tendências para 2014, publicadas pelo GlobalTrends , seguem-se as cinco restantes: os progressos...

O PRR fará diferença?

0
Um fundo gigantesco, dando quatro anos para gastar milhões, torna inevitável desperdício, precipitação, abuso. Se a Europa queria realmente resolver os problemas, devia dar menos, com mais tempo e mais cuidado

Rede Sociais

4,149FãsCurtir